domingo, 2 de julho de 2017

BRASIL: DE FORA PARA DENTRO



Em março desse ano, fui contatado pelo Luiz Vilela para uma empreitada muito responsável: fazer um texto de apresentação para sua exposição em São Paulo, intitulada BRASIL: DE FORA PARA DENTRO. Responsável sim, pelo fato de não nos conhecermos pessoalmente, mas honrosa, pelo fato de já termos conversado várias vezes, desde a primeira matéria que fiz sobre ele, publicada aqui no blog, em fevereiro de 2013. Sempre muito atencioso, e envolvido com a arte na sua mais completa absorção, falar sobre Luiz Vilela e sua proposta diante do que pretendia apresentar, acabou se tornando uma agradável tarefa. Não há muito o que discursar, quando os fatos e o trabalho em si já o fazem com eficiência.

LUIZ VILELA - Baiana - Óleo sobre painel de madeira

LUIZ VILELA - Alma brasileira - Óleo sobre painel de madeira

Assim, fui acompanhando à distância toda a produção dos trabalhos e a energia que motivava para a composição da mostra. Era latente o entusiasmo de Vilela com aquilo que estava produzindo e acima de tudo verdadeiro. Ele precisava comemorar sua ausência de 22 anos do nosso país com uma mostra que expressasse com veracidade a saudade de sua terra. E o fez! BRASIL: DE FORA PARA DENTRO é um pouco de tudo que simboliza sua pátria para ele. A arte de Vilela é festiva, alegre e colorida. Bem a cara da verdadeira essência desse país, e que os últimos anos insistem em acinzentar. Não há nenhum apelo político em suas propostas. Suas obras mostram um país que desaprendemos a admirar. De lugares e pessoas que o tempo não pode permitir esquecer. Somente o olhar imparcial de quem está fora pode reavivar tais valores. O maltrato que vem sofrendo toda a nossa nação na última década, pelo abuso de nossos dirigentes políticos, vai embotando a capacidade de percebermos o quão alegres e positivos já fomos um dia.

Que a mostra inaugurada nesse dia 1º de julho e que se estenderá até o dia 6 de agosto, possa nos resgatar um pouco de nossa identidade perdida. Sucessos para você Luiz e obrigado por nos oferecer um pouco de sua visão!

LUIZ VILELA - Corcovado - Óleo sobre linho

LUIZ VILELA - Luz, Estação da Luz, São Paulo - Óleo sobre linho

LUIZ VILELA - Jardim botânico, Rio de Janeiro - Óleo sobre linho

5 comentários:

  1. Tenho certeza que o seu texto tenha sido a contento, porque voce também é pintor, também é artista e sensivel,como o Luiz. Desejo sucesso à exposiçao, Como diz Lenordo da Vinci : "A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível." Sucesso sempre ! paz e poesia !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Touché! Uma honra sua presença e participação.

      Excluir
  2. Belíssimo artista!!!!! sucessos!
    Um grande abraço amigão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela vinda, mais uma vez, Vidal.
      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Gostaria de participar sobre este blog, muito interessante, meu web site: murillo-ramoa-arle.com.br

    ResponderExcluir